segunda-feira, 26 de julho de 2010

naquela dia, a hora perdeu seu ponteiro.
trupicada em algum minuto
e r r o u.
e, é claro, como se pode imaginar,
qualquer hora errada embaralha todo o relógio.
absurdas por algum tempo que não se podia mais medir,
as horas discutiram entre si
até perceberem os benefícios da situação.
então, festejaram por um instante,
enquanto o relógio podia bater com uma hora só.

domingo, 25 de julho de 2010

"Vida cigana. As coisas me acompanham e vão embora. São minhas de noite, perco-as de dia. Não estou preso às coisas; elas não decidem nada"

[ Eduardo Galeano ]