quinta-feira, 24 de outubro de 2013

(...)


Somos o trabalho e não o dividendo. Somos o deslocamento e não os lugares. Somos a ginástica e não o suor. Somos os restaurantes e não os jantares. Somos o sexo e não o orgasmo. Somos os sorrisos e não as risadas. Somos os celulares e não as palavras. Somos companhia e ainda solidão; é que somos a falta e não nós mesmos.